FANDOM


60px-Bouncywikilogo
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Tsar Bomba.




Tsar Bomba, Царь-бомба, conhecida também como Mãe Russia, ou ainda BUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUMMMMMMMMMMMMMMMM, codinomes para Bombão Russo, Puta que Pariu ou Bomba de Hidrogênio, é o artefato de maior destruição já detonado pelo homem em toda a história do universo. O território azarado vítima de tal apelação, foi a Ilha de Nova Zembla que não existe mais devido à famigerada explosão.

Criação Editar

Ficheiro:Bomb Artic.jpg

O governo comunista socialista soviético de dominação mundial em resposta aos Estados Unidos instalarem mísseis nucleares ao redor de seu país em sua cruzada piegas de salvar o mundo, criou o plano de criação da Tsar Bomba.

O gabinete russo para responder a afronta americana, em 1961 mandou juntar tudo possível de explosivo em seu território, reuniu flatulências bovinas, todo o urânio ucraniano, toda a pólvora da China, todo o carvão, todos os explosivos existentes, todas as garrafas de vodka, russos em si, tudo o que a Russia tinha de mais explosivo naquele território gigante, toda a batata doce e buxada de bode do Brasil. E confinou tudo em uma bomba gigante, batizaram ela de Tsar Bomba, em russo uma homenagem a Ivan, herói russo que tinha sonho de infância de criar uma bomba dessas.

A Russia exportou essa bomba para Cuba. Fidel Castro adorou a ideia e imediatamente lançou a bomba que destruiria o estado de Miami inteiro. Quando a bomba estava no meio do trajeto (23 segundos após o lançamento), o governo russo mandou Fidel deixar de ser louco e recuaram a bomba. O governo russo gostava apenas de ficar fazendo joguinhos políticos, terrorismo psicológico e demonstração de superioridade. Se eles caíssem de pau com os americanos, Moscou estava ferrada (mas a América também iria tomar um nabo).

Os russos recuam a ogiva de Cuba, mandam os cubanos irem para aquele lugar, deixam a ilha na pobreza e começam a cogitar onde detonar a bomba.

Ficheiro:King Bob-Omb.jpg

Uma ilha ao norte da Russia, praticamente no Pólo Norte/Canadá, chamada Nova Zembla, habitada por vikings, começou a irritar os russos causando afrontas e profanações à cultura e costumes russos, como despejar vodka no mar e dizer que o FBI é mais inteligente que a KGB (o que já é comprovado ser falso).

Características Editar

Criada pelos mais renomados cientistas escravos soviéticos e mantida em segredo de estado pelas competentes Forças Armadas Bêbadas Russas, a Tsar Bomba é o resultado da união de tudo explosivo possível na Russia e uma marca registrada de como os russos gostam de ter tudo o maior do mundo.

O Uso Editar

Um avião inter-espacial Sucoleve em 95 foi lançado no espaço carregando a bomba. Ao atingir o ponto combinado lançou a bomba sobre a ilha de Nova Zembla (o avião não conseguiu escapar a tempo e foi atingido pela explosão). A explosão pode ser vista da Lua, de Washington e de Moscou. Nova Zembla em 1 segundo não existia mais e os russos haviam se livrado daquele povo bárbaro.

Resultado Editar

Não sobrou nada, a ilha de Nova Zembla existe apenas na memória popular, como o tempo passou, existem pessoas que não acreditam que Nova Zembla já existiu. A bomba derreteu o Oceano Ártico, em seguida o evaporou. A filmagem da detonação foi feita sobre solo russo, em Sakha, a 1000 km de distância. O cinegrafista morreu por causa dos efeitos da radioatividade.

Hoje em dia ninguém conhece mais Nova Zembla, e o trabalho russo foi considerado o mais bem sucedido da história quando o quesito é varrer algum país do mapa. A região é imprópria para humanos visitarem, mesmo com roupas especiais de proteção, pessoas normais morrem se expuserem-se à atmosfera local.

Relatos Editar

Este artigo foi aprovado pelo Conselho de Proteção a Moral da Família Soviética como sendo livre de conteúdo subversivo.

Vídeo de sua potênciaEditar

250px 250px
en:Tsar Bomba